2010/12/30 – Frutillar – Pucon


Olá pessoal, hoje foi um dia sem muitas aventuras, sai ao meio dia de Frutillar e peguei a Panamericana rumo ao Norte.

Depois de ter andado alguns km no frio, estava ficando mais quente, quando bem la no horizonte vejo o céu nublado, e era o lado que estava indo.

Cheguei entao a essa parte nublada, e percebi que tinha chegado nas montanhas chilenas, sai da regiao dos lagos e estava andando entre montanhas, cobertas de árvores. E como sempre do meu lado direito bem la no fundo, a cordilheira.

Peguei um pouco de chuva até chegar em Lanco, onde parei um pouco e fui até um lan para postar o relato de ontem, uma cidade bem pequena é legal pois todas as casas sao feitas de madeira, e a porta dos comércios ficam fechadas o tempo todo, apenas com uma placa indicando se esta Abierto ou Cerrado. Há muito daqueles bares estilo Texas dos Estados Unidos, com duas portas de meia altura de madeira que se abre para dentro ou para fora. Interessante.

Uma coisa que notei é que aqui no Chile há muitas Ferreterias, sao comércios onde vendem produtos agrícolas, encanamentos, jardinagens, etc. Inclusive fui até uma dessa para comprar Super Bonder, que na verdade se chama La Gottila aqui, comprei para tentar concertar o GPS hoje cedo, porém nao deu certo. Mas quando estava la tentando concertar, chegou o dono da pousada que eu estava e sugeriu colocar um parafuso, fazer uma gambiarra. Entao como sempre apareceu o cara certo na hora certa, e nao é que ele tinha um grande galpao cheio de ferramentas e máquinas que daria para fazer a marretada que ele estava pensando.

Fizemos e deu tudo certo, e agora posso continuar a viagem com o GPS na posicao correta. Quando estava em Lanco, dei uma olhada no mapa, e decidi sair um pouco da Ruta 5 para ir até Pucon, uma regiao com um imenso lago e o vulcao Vilarrica, o vulcao mais ativo do Chile.

Cheguei entao aqui em Pucon, uma cidade bem turística, porém com um tempo meio nublado e fui atrás de um camping, achei um próximo a cidade, e até agora nao tinha visto o vulcao, vi que tinha várias montanhas ali, mas todas tinham seus picos encobertos pelas nuvens.

Entao, armei a barraca e fui la observar a praia que ficava a poucos metros da minha barraca, a areia da praia era preta, provavelmente deve ser pelas atividades vulcanicas da regiao, a água do lago tambem era bem marrom, mas nao era um marrom de barro, era como uma ferrugem, interessante. E quando estava voltando para a barraca, olhei na minha frente, e entre as nuvens vi o pico do vulcao, percebi entao que estava acampando no pé do vulcao mais ativo do Chile.

Hehehe, nao era motivo para panico né, a ultima erupcao foi em 1985,  e nao ia ser bem agora que teria outra. Fiquei la olhando ele e tentando tirar uma foto para mostrar para voces, mas nenhuma saiu boa. Colocarei uma na galeria, mas é bem dificil ver o vulcao entre as nuvens.

Decidi tambem que será aqui eu vou passar o ano novo. Entao aqui será o primeiro lugar que fico acampado 2 dias seguidos. Até a próxima, provavelmente só ano que vem.

Anúncios

Sobre Moderador

Aventureiro, desbravador, em cima de uma moto, uma bicicleta, ou mesmo a pé, o céu é o limite.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s